MINISTRO DA EDUCAÇÃO RECEBE DIRETORES DA CONFENEN

Ricardo Vélez Rodríguez confirma presença no encontro da entidade, que acontece em abril

Diante da impossibilidade do Ministro de comparecimento ao encontro no mês de abril, o Prof. Vélez Rodríguez firmou desejo de se reunir com a CONFENEN no segundo semestre do ano, oportunidade em que transmitirá às escolas particulares o andamento das reformas educacionais.

Representantes da Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino (CONFENEN) estiveram reunidos com o ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, na quinta-feira, 28 de fevereiro, para discutir questões relacionadas à educação e convidá-lo ao encontro do Ministério da Educação com as escolas particulares, previsto para acontecer em abril. O ministro vai apresentar os planos para a educação no país, assim como as diretrizes e prioridades para as escolas particulares.

 

O presidente em exercício da CONFENEN, professor José Ferreira de Castro, apresentou o trabalho da entidade ao ministro. Também estiveram presentes na reunião o conselheiro e representante junto ao Congresso Nacional da CONFENEN, João Cesarino, o secretário de ensino superior Mauro Luiz Rabelo e o representante da educação básica José Borelli.  Cesarino destacou que, no encontro de abril, Vélez Rodríguez poderá falar sobre as políticas do governo para alfabetização, escola-base, passando pela reforma do ensino médio, a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do ensino fundamental e médio, as escolas técnicas e a questão do ensino à distância, além das escolas cívico-militares.   

“Destacamos a disponibilidade da CONFENEN de colaborar com o MEC, tendo em vista a confiança e a esperança que todos temos no novo governo”, declarou presidente em exercício.

 

Foram explicados ao ministro os estudos feitos pela CONFENEN nas câmaras de ensino básico e superior. O professor José Ferreira de Castro afirmou que a CONFENEN está à disposição para ceder colaboradores a fim de discutir a criação de um anteprojeto de ensino básico. Vélez Rodríguez destacou a importância da escola privada e o alto percentual de matrículas do ensino superior, que chega a 75%.

 

De acordo com o professor Ferreira, a escola particular conta hoje com mais de 15 milhões de alunos no país.

 

Militares

Foi apresentado ainda ao ministro Vélez Rodríguez a iniciativa da Escola de Instrução militar, criada em 2000 por João Cesarino.  Se trata de uma alternativa ao serviço militar obrigatório. “É uma exceção para que o jovem possa se alistar aos 16 anos de idade, e não aos 17. Assim, ele ficaria disponível para prestar vestibular no segundo semestre”, destacou.

 

SCS, Quadra 02, Bloco B, Ed. Palácio do Comércio, salas 1305, 1307/11  

CEP 70.318-900 Brasília - DF

Tel:  (61) 3226-8166 / 3226-4873 / confenen@confenen.org.br

Copyright © 2015, CONFENEN - Confederação Nacional dos Estabelecimentos de Ensino